História do Sindicato

Home / História do Sindicato


O Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho do Estado de Minas Gerais (SINTEST-MG) originou-se da Associação Profissional dos Supervisores de Segurança do Trabalho (APROTEST-MG), fundada no dia 29 de setembro de 1986 por um grupo de Supervisores de Segurança do Trabalho da Capital de Minas Gerais.

A criação do órgão contou com o apoio do senhor Odilon Barbosa, diretor do jornal Segurança Ocupacional, que gentilmente cedeu espaço para o funcionamento da associação. A entidade foi pensada para ser um aparelho de representação oficial da categoria. Durante a gestão, foram realizados trabalhos para pleitear o reconhecimento do sindicato da categoria de Supervisor de Segurança do Trabalho, obtenção da carta sindical, adesão de novos associados em todo o Estado de Minas Gerais e encontros da classe.

A APROTEST funcionou durante os anos de 1986 a 1988, tendo seu fim após o encaminhamento do reconhecimento sindical, encabeçado por Levil Batista, ao Ministério do Trabalho.  A partir de 10 de dezembro de 1988, por meio de Assembleia Geral Extraordinária da APROTEST-MG, fundou-se o SINTEST-MG e, consequentemente, elegeu-se a primeira diretoria do sindicato.

A primeira diretoria funcionou com a presidência de Levil Batista na gestão, entre 1988 a 1991. Levil Batista foi reeleito de 1991 a 1994, permanecendo na presidência por um período de três mandatos, sendo o primeiro com apenas dois anos na APROTEST-MG. Passou a presidência a Pedro Sebastião de Oliveira, técnico de segurança do trabalho, para o mandato de 1994 a 1997 e reeleição de 1997 a 2000 e de 2000 a 2003.

Em meados de 2003, Domingos Sávio Mendes Mota requereu na Justiça do Trabalho a administração sindical, sendo concedida por um prazo de um ano. No período, Domingos Mota, administrador provisório do SINTEST/MG, teve o compromisso de organizar as eleições, dando início em dezembro de 2004.

A diretoria eleita tomou posse oficialmente em 08 de fevereiro de 2005, sob a presidência deste. A gestão teve início a um mandato que iria até 2008, porém, na alteração do Estatuto Social da Entidade Sindical, em 2005 a gestão elevou o mandato da presidência para quatro anos, indo até fevereiro de 2009.

Em 2008, Domingos Mota organizou as eleições conforme o Estatuto. Tendo chapa "ÚNICA" de oposição, o presidente, que também exercia a profissão de advogado, cancelou o processo eleitoral. A chapa de oposição recorre a Justiça do Trabalho sobre as eleições sindicais. Em 4 de julho de 2012, Domingos Sávio Mendes Mota pede renúncia do cargo. A presidência então passa a ser ocupada pelo vice-presidente do SINTEST/MG, Edeltrudo Maldonado Moreira, que manteve a mesma política até fins de Janeiro de 2014.

Em 8 de fevereiro de 2014, o oposicionista Cláudio Ferreira dos Santos foi eleito e assumiu a diretoria à partir do dia 20 de fevereiro de 2014 após eleições convocadas por Interventor nomeado pela Justiça do Trabalho, sob mediação do Ministério do Trabalho e Emprego e sob investigação do Ministério Público do Trabalho em uma ação civil pública.

No dia 13 de Fevereiro de 2016 houve nova eleição no SINTEST/MG para um mandato de 04 anos, reelegendo Cláudio Ferreira dos Santos com uma diretoria de 36 integrantes.